Os educadores organizam o processo educativo tendo em linha de conta as orientações curriculares que se definem como uma “referência comum para todos os educadores da rede nacional da educação do pré-escolar e destina-se à orientação da componente educativa. Estas não são um programa pois adotam uma perspetiva orientadora e não prescritiva das aprendizagens a realizar”.

Lei nº. 5/97, de 10 de fevereiro, Lei-Quadro do Pré-escolar.

 

  • Cabe ao educador durante o processo educativo explorar as áreas de conteúdo das orientações curriculares nomeadamente: Desenvolvimento Pessoal e Social; Expressão e Comunicação; Conhecimento do Mundo.
  • O educador é o construtor e o dinamizador do currículo, cabendo-lhe elaborar o projeto curricular, tendo em conta as suas opções e a sua intencionalidade educativa baseando-se nas Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar;
  • O educador deve de ter em vista o desenvolvimento global de todas as crianças como seres únicos autónomos e solidários, contribuindo para uma igualdade de oportunidades.
  • O educador organiza o ambiente educativo na sala planeando a interação com as crianças e avalia todo o processo ensino/aprendizagem.
  • O educador deve de estar pessoalmente implicado no processo educativo; atento e disponível a tudo o que se passa: nomeadamente a sugestões, opiniões, dialogo, participação e elaboração dos projetos/atividades, envolvendo todas as crianças promovendo a interação social e a aprendizagem.
  • O educador deve ser flexível e dinâmico na sua planificação trabalhando em conjunto com as crianças, educadoras, auxiliares e pais.

Projeto Educativo de Escola 2016-2019

Leitura rápida

Completo

Download